Pular para o conteúdo principal

Deixa pra lá

Leitura Bíblica: Jeremias 9.23-24

O só existir entre vós demandas já é completa derrota para vós outros. Por que não sofreis, antes, a injustiça? Por que não sofreis, antes, o dano? (1Co 6.7).


Um urso topou com uma árvore caída que servia de depósito de mel para um enxame de abelhas. Começou a farejar o tronco quando uma das abelhas do enxame voltou do campo de trevos. Adivinhando o que ele queria, deu uma picada daquelas no urso e depois desapareceu no buraco do tronco. O urso ficou louco de raiva e se pôs a arranhar o tronco com as garras na esperança de destruir o ninho. A única coisa que conseguiu foi fazer o enxame ficar atrás dele. O urso fugiu a toda velocidade e só se salvou porque mergulhou num lago. Moral da história: Mais vale suportar um só ferimento em silêncio do que perder o controle e acabar todo machucado. 

Existe a turma do “deixa pra lá” e a turma do enfrentamento. Precisamos entender que existem batalhas que devemos lutar, mas outras que não valem a pena. Temos que ser sábios e muitas vezes desistir na primeira ferroada. Ela pode ser um grande aviso ou um sinal de que devemos parar. Esta fábula do urso traz uma verdade à nossa mente - existem certas coisas que, quando insistimos nelas, os malefícios são maiores que os benefícios.  Coisas que não farão bem se insistirmos. Como exemplo, podemos nos lembrar de pelo menos duas coisas. Primeiro: O problema da desunião entre pessoas. Temos que tomar cuidado com os relacionamentos. Muitas discussões se prolongam quando deveriam terminar antes. Muito ódio pode ser gerado de uma simples discórdia. Se alimentarmos ofensas com altercações sem fim, criaremos uma indisposição quase impossível de se reatar. Segundo: Os desvios de conduta. Andar por um caminho errado quando deveríamos dar meia volta logo quando percebemos o erro. Quando andamos por um caminho diferente do que deveríamos, nunca iremos chegar ao destino correto. Quanto mais tempo insistimos, mais longe fica o caminho do retorno. O mais correto é voltar o quanto antes e não persistir no erro. 


Sabedoria é melhor do que a força. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E-books dos livros

Livro mensagens diárias E-books na Amazon Mensagens Diárias 9 - https://a.co/d/h4iP1oj Mensagens Diárias 7 - https://a.co/d/2wDSJiz PDF na hotmart Mensagens Diárias 1 -   https://pay.hotmart.com/I87675127Q Mensagens Diárias 2 -   https://pay.hotmart.com/K87815875W Mensagens Diárias 3 - https://pay.hotmart.com/E87815918X Mensagens Diárias 4   - https://pay.hotmart.com/X87815923P Mensagens Diárias 5 - https://pay.hotmart.com/D87815934P Mensagens Diárias 6   - https://pay.hotmart.com/O87815953W Mensagens Diárias 7 - https://pay.hotmart.com/H87815973Q Mensagens Diárias 9 - https://pay.hotmart.com/H87816003U O livro mensagens diárias traz uma meditação para cada dia do ano.  Passagens bíblicas, ilustrações, histórias interessantes.  O autor também escreve para o Presente Diário da Rádio Trans mundial a mais de 15 anos. Escreveu o livro mensagens diárias (8) da Editora Cultura Cristã em 2022.

Estou aqui

Leitura bíblica: João 1.10-14 Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo (Ap 3.20). Ano novo! O que nos espera? O que iremos conquistar? Isso depende dos caminhos nos quais iremos andar e na companhia de quem iremos seguir.   Existem dois caminhos: O caminho que leva para perto de Deus, que é um caminho que diz sim para o sim de Deus e não para o não de Deus. E existe o caminho que leva para longe de Deus, que é um caminho que diz sim para o não de Deus e diz não para o sim de Deus. A boa notícia para o ano novo é que podemos andar no bom caminho. Podemos seguir nossa vida ao lado de Jesus. Edward Welch disse: “A melhor notícia que ouviremos é que pela fé, todo crente tem pleno acesso, como sacerdote, para aproximar-se corajosamente do trono da graça”. Jesus disse: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo” (Ap 3.20)

Queimem os navios

Leitura bíblica: Lucas 9.61-62 E a mulher de Ló olhou para trás e converteu-se numa estátua de sal (Gn 19.26). Como nos comportamos diante das adversidades? “Os grandes navegadores devem sua reputação aos temporais e tempestades” (Epicuro).   A vitória é fruto da persistência e da resistência. Quem desiste antes do tempo está desperdiçando tudo que já conquistou. Conta-se que quando Fernando Cortez, vindo da Espanha no ano de 1519, aportou às praias mexicanas, com algumas centenas de soldados, para conquistar o território, perguntou-lhes quais os que desejavam regressar à pátria, receosos das lutas que os esperavam contra os indígenas do México. Ninguém se apresentou. Então mandou o arrojado aventureiro lançar fogo em todos os navios em que tinham vindo para América, reduzindo-os a cinzas, a fim de cortar de vez toda e qualquer esperança de regresso ou fuga. Agora era vencer ou morrer.   Em nossa vida enfrentamos batalhas diariamente. Por mais que estejamos com medo, ou nos sentindo fr