Pular para o conteúdo principal

Um cego

Leitura bíblica: Hebreus 11.1-3

Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei (Sl 119.18).


Depois de ouvir um discurso sobre o evangelho, uma pessoa pediu permissão para falar. Ele disse: “Amigos, não creio naquilo em que o pregador falou. Não creio no inferno, nem no juízo e nem em Deus, porque nunca os vi”. Quando findou, um outro se levantou e disse: “Amigos, vós dizeis que há um rio, não muito longe daqui, mas não creio nesse rio. Dizeis que há muitas pessoas em pé aqui. Outra vez digo: Isto não é verdade. Eu sou a única pessoa aqui, porque nunca vi nenhum de vós. Naturalmente quereis saber porque falo assim; o fato é que nasci cego. Este homem, que acabastes de ouvir, quanto mais fala tanto mais descobre a sua ignorância, porque é cego espiritualmente. Orai para que lhe sejam abertos os olhos”.

Não podemos crer apenas naquilo que vemos. Cremos pela fé que temos em Deus e sua Palavra. Fé que não tem como base as coisas que vê. Na verdade, a fé é a prova de que existem coisas que são reais e verdadeiras, mas não podem ser vistas. A fé é a convicção de fatos que não se veem com os olhos, que nem sempre se compreendem pela lógica, mas são reais. Cremos em Deus por intermédio da sua Palavra. Cremos na Bíblia, como Palavra de Deus, porque a própria Bíblia afirma ser a mensagem de Deus. Cremos, porque seu conteúdo é especial e toca nosso coração confirmando ser a verdade de Deus para nós. Aliás, devemos estar mais atentos para os assuntos da fé e alertas para as coisas que não se veem, mas são reais e importantes para o bem da nossa vida. No lugar de buscar e deixar vibrar o coração por tantas coisas que brilham neste mundo, devemos almejar, crer e buscar o que é eterno. 

Paulo disse que não devemos nos desanimar, mas prosseguir na força da renovação espiritual interior. Devemos viver pela fé, “não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas” (1 Co 4.18).


Que Deus nos abra os olhos da fé.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E-books dos livros

Livro mensagens diárias E-books na Amazon Mensagens Diárias 9 - https://a.co/d/h4iP1oj Mensagens Diárias 7 - https://a.co/d/2wDSJiz PDF na hotmart Mensagens Diárias 1 -   https://pay.hotmart.com/I87675127Q Mensagens Diárias 2 -   https://pay.hotmart.com/K87815875W Mensagens Diárias 3 - https://pay.hotmart.com/E87815918X Mensagens Diárias 4   - https://pay.hotmart.com/X87815923P Mensagens Diárias 5 - https://pay.hotmart.com/D87815934P Mensagens Diárias 6   - https://pay.hotmart.com/O87815953W Mensagens Diárias 7 - https://pay.hotmart.com/H87815973Q Mensagens Diárias 9 - https://pay.hotmart.com/H87816003U O livro mensagens diárias traz uma meditação para cada dia do ano.  Passagens bíblicas, ilustrações, histórias interessantes.  O autor também escreve para o Presente Diário da Rádio Trans mundial a mais de 15 anos. Escreveu o livro mensagens diárias (8) da Editora Cultura Cristã em 2022.

Estou aqui

Leitura bíblica: João 1.10-14 Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo (Ap 3.20). Ano novo! O que nos espera? O que iremos conquistar? Isso depende dos caminhos nos quais iremos andar e na companhia de quem iremos seguir.   Existem dois caminhos: O caminho que leva para perto de Deus, que é um caminho que diz sim para o sim de Deus e não para o não de Deus. E existe o caminho que leva para longe de Deus, que é um caminho que diz sim para o não de Deus e diz não para o sim de Deus. A boa notícia para o ano novo é que podemos andar no bom caminho. Podemos seguir nossa vida ao lado de Jesus. Edward Welch disse: “A melhor notícia que ouviremos é que pela fé, todo crente tem pleno acesso, como sacerdote, para aproximar-se corajosamente do trono da graça”. Jesus disse: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo” (Ap 3.20)

Queimem os navios

Leitura bíblica: Lucas 9.61-62 E a mulher de Ló olhou para trás e converteu-se numa estátua de sal (Gn 19.26). Como nos comportamos diante das adversidades? “Os grandes navegadores devem sua reputação aos temporais e tempestades” (Epicuro).   A vitória é fruto da persistência e da resistência. Quem desiste antes do tempo está desperdiçando tudo que já conquistou. Conta-se que quando Fernando Cortez, vindo da Espanha no ano de 1519, aportou às praias mexicanas, com algumas centenas de soldados, para conquistar o território, perguntou-lhes quais os que desejavam regressar à pátria, receosos das lutas que os esperavam contra os indígenas do México. Ninguém se apresentou. Então mandou o arrojado aventureiro lançar fogo em todos os navios em que tinham vindo para América, reduzindo-os a cinzas, a fim de cortar de vez toda e qualquer esperança de regresso ou fuga. Agora era vencer ou morrer.   Em nossa vida enfrentamos batalhas diariamente. Por mais que estejamos com medo, ou nos sentindo fr